RÁDIO WEB CEDEPPE

Unindo Jovens de Moçambique com Angola, Brasil e Cabo Verde

Motivos para jovens se somarem a outros jovens

FRASE DO DIA

O justo se informa da causa dos pobres, mas o ímpio nem sequer toma conhecimento.

Provérbios


Ouça a Rádio CEDEPPE em seu computador, com os aplicativos:

Winamp, iTunes   Windows Media Player   Real Player   QuickTime 

Associe-se => AQUI

Pense em associar o seu local de trabalho pois as empresas associadas e seus funcionários têm à sua disposição uma série de benefícios que contribuirão para o fortalecimento de seus negócios.

Entre eles destacam-se :

  • Para os associados Pessoas Físicas, grande aumento de visibilidade e empregabilidade. Veja algumas AQUI.
  • Para associados Pessoas Jurídicas, geração de negócios através de REPRESENTAÇÃO e um braço forte em organização gerencial e operacional. Associe no Formulário colocado AQUI.
  • Inclusão na comunidade  dos clientes CEDEPPE, possibilitando o intercâmbio de informações de oportunidades;
  • Divulgação facilitada e segura para as melhores empresas
  • Gerenciamento de Projetos por profissionais certificados e de alta competência
  • Assessoria personalizada em Web / Banco de Dados
  • Assessoria Jurídica para consultas e pareceres de interesse geral. Condições especiais para a contratação de escritório jurídico especializado em comércio, tributação, temas trabalhistas, de segurança ocupacional e de comércio exterior. 


Apresentação

Faça parte associando-se . Todos os que se cadastrarem como estudantes e tiverem menos de 26 anos, usam o código de desconto, e terão 70% de abatimento.qualquer que seja a sua associação de jovens/estudantes. O código é AFRICANSTUDENT3341 Cumpridos esses requisitos, haverá o total de 70% de redução da anuidade no formulário colocado em www.cnj.sociedadesegura.com/pagina_568.html .

Alguns sites que estão servindo de base para o Cedeppe na África. 

  1. www.africa.sociedadesegura.com
  2. www.angola.sociedadesegura.com
  3. www.caboverde.sociedadesegura.com
  4. www.guinebissau.sociedadesegura.com
  5. www.mozambique.sociedadesegura.com
  6. www.senegal.sociedadesegura.com
  7. www.esperancaafricana.sociedadesegura.com
  8. www.afca.sociedadesegura.com
  9. www.cnj.sociedadesegura.com
  10. www.juris.sociedadesegura.com
  11. www.clube-de-serviço.sociedadesegura.com  
  12. www.imbondeiro.sociedadesegura.com
  13. www.louvoreficaz.com.br 
  14. www.gerentecristao.sociedadesegura.com
  15. www.missionarios.sociedadesegura.com
  16. www.margarida.sociedadesegura.com 

O Cedeppe soma esforços com jovens ligados ao CNJ - Conselho Nacional da Juventude (Moçambique), Aeup e Juris, e objetiva beneficiar a Juventude de Moçambique. Estamos também preparando atividades que envolvam a juventude de Moçambique e mais os jovens de Angola, Brasil, Cabo Verde, Senegal e Guiné-Bissau.

Vamos trocar idéias através deste sitio, e estamos a receber suas noticias em MP3 em rgc170811@cedeppe.com.br (Regina Célia - Radialista e Jornalista). Participe e seja ouvido em vários países.

Nacionalizar os empregos na África é um dos desafios e metas do Centro de Desenvolvimento Pessoal e Profissional de Executivos, centro de todas as nossas atividades. Para isto desenvolveu-se o programa denominado Sociedade Segura. Este programa de responsabilidade social incentiva a soma de empresas em parceria com jovens de Moçambique, Angola, Brasil, Cabo Verde, Senegal e Guiné-Bissau em busca da empregabilidade, empreendedorismo e cooperativismo.

A sede do Cedeppe se coloca no centro geográfico - Cabo Verde e a sede do Sociedade Segura se faz na Cidade da Beira, Moçambique e em parceria com todos os jovens do Conselho Nacional da Juventude. A base de radiofonia está sob a responsabilidade da Jornalista e Radialista  Regina Celia Labadessa Galeão Coutinho e objetiva fomento de intercâmbio entre jovens africanos e desses com brasileiros.

A falta de cultura de trabalho é um dos desafios do Sociedade Segura e é preciso muito trabalho para que os mais desfavorecidos percebam que o Cedeppe é uma instituição à sua disposição, para que percebam que a formação é garantia de condições dignas de vida às suas famílias.

Muitos dos líderes empresariais dos países africanos, nunca foram empregados em suas vidas, muitas vezes não têm clareza do que é relação de trabalho (empregador e empregado) nem compreensão dos modelos de produção e lógica do consumo (isso é determinante para que o Sociedade Segura  se organizasse através de associações, sindicatos e cooperativas.

É por demais desafiador quando vivemos em uma época em que a muitos jovens é proibido buscarem respostas aos problemas que os circundam; muitos confundem a postura do jovem idealista com a postura da oposição, mas o Sociedade Segura, não almeja qualquer poder político. Para mudar o que indigna, coloca-se o conflito entre a coragem em estudar e crescer e a cultura de deixar as coisas como estão, ganhando com o silêncio, com a ignorância, com o medo/intimidação, com o fanatismo, com a inversão de valores.

Nacionalizar os empregos na África é um dos desafios e metas do Sociedade Segura

Profissionalizar os jovens nativos, com vista a garantir as transformações das matérias primas africanas em produtos acabados ainda dentro do continente africano é um dos desafios do Sociedade Segura

O Sociedade Segura faz parcerias com empresas para que estas venham empregar seus  recém formados bolsistas ou financiar seus pequenos empreendimentos, tendo-os posteriormente como fornecedores de produtos ou serviços.

Desafios e objetivos do Sociedade Segura:

  • Compreender nossas limitações e, sobretudo, acreditar que o desenvolvimento do continente africano não virá das esferas políticas, mas sim, das lideranças do terceiro setor e empresariais, quem estariam em melhores condições de consolidar parcerias a exportarem cultura de trabalho a reverter alguns valores ultrapassados e que vem comprometendo o desenvolvimento das repúblicas.
  • Realização de parcerias com instituições internacionais que tem tradição e excelência na formação de quadros e transferência de conhecimentos técnico científicos.

Sobre o CNJ (Esperamos resumos das demais associações)

Introdução

O Conselho Nacional da Juventude (CNJ) é o órgão, segundo a resolução nº 04/96 do Conselho de Ministros de 20 de Março, de coordenação das associações juvenis, de âmbito nacional, desta feita é interlocutor destes com o Estado e outras entidades públicas e privadas nacionais e estrangeiras.

Interesses

O CNJ tem como objectivos: a) Representar e defender os interesses das associações e organizações juvenis junto das instituições do Estado e Privadas; b) Promover a coordenação das actividades dos membros; c) Promover e manter a articulação entre o CNJ central, os CPJ e os CDJ; d) Contribuir para o desenvolvimento do associativismo juvenil e para a consciencialização sobre a importância do associativismo juvenil na vida do Pais; e) Promover e coordenar iniciativas para a resolução dos problemas da juventude; f) Promover convívio harmonioso entre associações ou organizações juvenis nacionais ou com estrangeiras; g) Tomar parte activa na abordagem dos assuntos da juventude e contribuir na redefinição da politica e estratégias; h) Definir programas de interesse para o desenvolvimento sócio -cultural, intelectual, técnico-científico dos jovens no âmbito da politica nacional da juventude; i) Promover a resolução pacifica dos diferendos entre as associações ou organizações juvenis; j) Mobilizar a comunidade nacional e internacional para o atendimento, enquadramento socioprofissional, bem como na busca de alternativas para resolução dos problemas dos jovens e criação de condições para o incentivo e desenvolvimento de iniciativas juvenis; k) Colaborar e incentivar as instituições do Estado e privadas em todas as acções que visem o combate a vícios e males de que enferma a juventude.


Voltar ao Topo